Notícias

Primeira Fase do Desassoreamento da Foz do Guadiana concluída em Janeiro de 2015

A Junta da Andaluzia, através da Agência Pública de Portos da Andaluzia, adjudicou esta semana a obra de desassoreamento da Foz do Guadiana. O contrato agora assinado tem um encargo de  723 mil euros e a obra estará a cargo da empresa espanhola Sociedade Anónima de Trabalhos e Obras (SATO), que tem um prazo de três meses para a concluir.

A intervenção na Foz vai recuperar um calado minímo de 3,5 metros, permitindo assim a navegação em segurança das embarcações desportivas e pesqueiras. Está prevista a dragagem de uma zona de 1250 metros de comprimento por 60 metros de largura e estima-se que, para atingir esse objectivo, seja necessário retirar cerca de 55 mil metros cúbicos de sedimentos do fundo do rio.

Concretiza-se assim a primeira fase do projeto “Navegabilidade do Guadiana”, aprovado no âmbito do POCTEP, conforme anunciou o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e da Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, David Santos.

Este procedimento acontece na sequência do memorando de entendimento sobre o desassoreamento da foz do Guadiana, assinado em Lisboa, no passado mês de março entre o Governo Português e a Junta de Andaluzia.

Última modificação: 
Segunda, 3 Novembro 2014