Notícias

Inovação e investigação em cima da mesa

A inovação esteve em discussão no Seminário Inovalgarve – Ideias com Futuro, nos passados dias 29 e 30, em Faro.

O Inovalgarve é um programa gerido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve) e promovido pela Comissão Europeia, que pretende estimular as práticas e as experiências inovadoras em 156 regiões europeias, inclusivamente no Algarve, de forma a reforçar a competitividade.

O evento contou com a participação de Luís Valadares Tavares, presidente do Instituto Nacional de Administração e da Associação do Comércio Electrónico em Portugal que falou, para uma audiência de duzentas pessoas, sobre os processos de inovação. Em paralelo com a iniciativa, decorreu uma mostra de projectos inovadores em diversas áreas.

Segundo Campos Correia, “os desafios da competitividade obrigam a apostas claras na sociedade do conhecimento e na criação de um espaço europeu de investigação”. Para o gestor do Programa Inovalgarve esta poderá também ser a realidade em Portugal se o país conseguir inserir-se nas redes europeias do conhecimento e da inovação. “Essa foi a chave do sucesso de países como a Irlanda e a Finlândia”, lembra e acrescenta que esta evolução só será possível quando as empresas começarem a ver a inovação e a investigação como um investimento e quando se apoiarem nas universidades e centros de conhecimento, que hoje existem já um pouco por todo o país.

Para Campos Correia, presidente da CCDR Algarve e gestor do Programa Inovalgarve, os pontos altos desta iniciativa passaram pelas intervenções, que permitiram partilhar experiências de outras zonas do país e mesmo de outros países. O presidente da CCDR Algarve salienta o conhecimento adquirido com a experiência da região de Aragon, em Espanha, e da região de Kuopio, na Finlândia, e destaca também a intervenção de fundo de Luís Valadares Tavares, que, segundo Campos Correia, “deixou bem claro que a inovação se dirige às pessoas e visa a resolução de problemas concretos”.

Tendo em vista a criação de um centro tecnológico na aglomeração Faro – Loulé, no domínio das bio medicinas e ciências da saúde, ficou, após o evento, perspectivado um protocolo de cooperação entre o Centro Tecnológico de Kuopio e o Centro Regional para a Inovação do Algarve. Além disso, Luís Valadares Tavares deixou como sugestão a criação de um Clube de Inovação, dinamizado pela CCDR Algarve, Universidade do Algarve e empresários, com sede na Internet.

Entre os projectos presentes na Mostra de Inovação, Campos Correia sublinha a importância da criação de um Centro Regional para a Inovação no Algarve. “Com efeito, cria-se assim uma estrutura que deverá perdurar e que será essencial para se estimular o empreendedorismo na região e, naturalmente, a inovação”, explica.

Campos Correia destaca também o projecto Quarteira Submersa, que pretende identificar e valorizar turisticamente o património arqueológico submerso desta cidade. Para tanto, houve que proceder a um reconhecimento cuidado do espólio existente. O projecto visa criar condições para a exploração turística futura das ruínas romanas existentes ao largo de Quarteira, utilizando uma embarcação e recorrendo ao mergulho, em circuitos subaquáticos devidamente programados.

In Diário Económico de 16/12/2004

+ informações