Notícias

Contas Regionais 2017 confirmam contributo do Algarve para o crescimento da economia nacional

O Instituto Nacional de Estatística (INE) atribuiu ao Algarve uma taxa de crescimento do Produto Interno Bruto de 4,8% (valor definitivo de 2016) e aponta para um valor 3,5% em 2017 (estimativa), confirmando o bom momento da economia algarvia e o contributo para o crescimento económico de Portugal.

Estes dados são agora compilados na 4.ª edição dos cadernos "NÚMEROS EM DESTAQUE", elaborados pelo Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais (OADR), que integra a estrutura da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR Algarve), tendo por base os dados recentemente publicados pelo INE sobre as Contas Regionais 2017 (Base 2011).

O INE disponibilizou agora os valores definitivos de 2016 e os dados provisórios de 2017 para algumas das variáveis das Contas Regionais, confirmando que o Algarve foi, pelo segundo ano consecutivo, a região NUTS II com maior crescimento do PIB.

A revisão do valor de 2016 atribui agora à região uma taxa de variação real de 4,8% nesse ano e de 3,5% em 2017 (dado provisório), reforçando a trajetória de divergência positiva face à média nacional, retomada em 2014. Em ambos os casos o crescimento foi bastante superior ao que ocorreu no país (1,9% em 2016 e 2,8% em 2017). Se considerarmos o crescimento acumulado do PIB nos últimos 4 anos, o Algarve (14,5%) duplica, praticamente, o valor registado a nível nacional (7,4%).

Como consequência, a região aumentou o seu contributo para o Produto nacional, evoluindo de 4,56% para 4,63%, aproximando-se mais do "objetivo mobilizador” Algarve 2020, que traduz a ambição de elevar esse contributo para 4,9%.

A CCDR Algarve promove em permanência a monitorização dos diversos indicadores no sentido de acompanhar e avaliar o desempenho regional, divulgando regularmente os resultados desse trabalho nos cadernos NÚMEROS EM DESTAQUE, cujas edições anteriores estão disponíveis aqui.