Notícias

4º Trimestre de 2014 estabiliza aumentos dos fluxos de tráfego e de passageiros

Os dados do 4º Trimestre de 2014 revelam aumentos no tráfego dos principais eixos rodoviários (A2 e A22) e na Ponte Internacional do Guadiana, assim como nos serviços ferroviários regionais e de longo curso e no transporte coletivo rodoviário de passageiros (com exceção das carreiras interurbanas regionais). Em alguns destes indicadores está-se na presença de séries consecutivas de variações trimestrais homólogas positivas, designadamente nos casos do tráfego na A22 e A2, mas também nos serviços ferroviários. De registar também a segunda variação trimestral homóloga positiva consecutiva nas carreiras urbanas de autocarros, podendo a mesma significar uma inversão da tendência (negativa) observada nos últimos anos.

1 - Transporte fluvial/marítimo:

No 4º trimestre de 2014, as carreiras da Ria Formosa transportaram um total de 69.403 passageiros, correspondendo a um decréscimo de 3,4% relativamente ao trimestre homólogo do ano anterior (2013). A carreira do Guadiana (Vila Real de Santo António - Ayamonte) transportou um total de 20.285 passageiros, resultando num decréscimo de 13,9% relativamente ao trimestre homólogo do ano anterior.

Em ambos os sistemas há a destacar sobretudo: a) o regresso às variações trimestrais homólogas negativas após dois trimestres de variações positivas (2º e 3º trimestres); b) enquanto em 2013 os movimentos do 4º trimestre apresentavam crescimentos positivos relativamente ao trimestre homólogo anterior (21012), no 4º trimestre de 2014 registaram-se evoluções negativas.

2 - Transporte ferroviário:

No 4º trimestre de 2014, o serviço regional (Lagos – V. R. de Santo António) transportou um total de 386.293 passageiros, o que traduz um acréscimo de 3,0% relativamente ao trimestre homólogo do ano anterior (2013). O serviço de Longo Curso (ligações dos serviços Alfa e Intercidades) movimentou um total de 133.072 passageiros, o que corresponde a um acréscimo de 13,1% relativamente ao trimestre homólogo do ano anterior. Em ambos os serviços, o que é notável, destaca-se fundamentalmente o facto de este trimestre constituir o sexto trimestre consecutivo de variações trimestrais homólogas positivas (desde o 3º T2013).

3.1 - Tráfego nos principais eixos rodoviários:

No 4º trimestre de 2014, o Tráfego Médio Diário (TMD) no troço da A2 “Almodôvar / S. B. Messines” situou-se nos 5.528 veículos, correspondendo a um aumento de 9,2% em relação ao trimestre homólogo do ano anterior (2013). Na A22, o TMD situou-se nos 6.531 veículos, o que corresponde a um aumento de 3,3% em relação ao trimestre homólogo anterior. Na Ponte Internacional do Guadiana, o TMD situou-se nos 4.627 veículos, o que corresponde a um acréscimo de 2,5% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

De novo, e para ambas as vias estruturantes (A2 e A22), os sinais de recuperação aparentam consolidar-se: trata-se do 6º trimestre consecutivo de variações positivas (série iniciada no 3º T2012). Neste trimestre, também o TMD na Ponte Internacional do Guadiana apresenta uma variação trimestral homóloga positiva, aparentando reforçar a inversão de tendência iniciada no trimestre anterior (que pôs fim a 10 trimestres consecutivos de variações negativas).

3.2 - Tráfego nos eixos rodoviários secundários:

No troço do IC1 (S. B. de Messines / Tunes), paralelo à A2, foi registado um TMD de 5.749 veículos, o que corresponde a um decréscimo de 13,2% relativamente ao trimestre homólogo anterior (2013). No troço da EN125 (S. J. Venda / Faro), registou-se um TMD de 38.061 veículos, correspondente a um acréscimo de 1,9% relativamente ao trimestre homólogo anterior. No troço do IC4 (Odeceixe / Aljezur), foi registado um TMD de 2.938 veículos, o que corresponde a um acréscimo de 4,5% relativamente ao trimestre homólogo anterior. E no troço da EN125 (Odiáxere / Estômbar), o TMD foi de 20.316 veículos, correspondendo a um acréscimo de 0,6% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

No troço da EN125 (Tavira / Monte Lagoa), foi registado um TMD de 12.756 veículos, o que corresponde a um acréscimo de 0,4% relativamente ao trimestre homólogo anterior. No troço da ER270 (S. B. de Alportel / Sta. C. Fonte do Bispo), registou-se um TMD de 2.391 veículos, correspondente a um acréscimo de 2,1% relativamente ao trimestre homólogo anterior. Relativamente ao troço da EN122 (Mértola / Sta. Marta), a Estradas de Portugal, SA informa que, por motivos de avaria do equipamento, não é possível a presentar os valores para os TMD deste trimestre.

Com exceção do troço do IC1 (S.B. Messines / Tunes), todos os restantes cinco troços dos eixos secundários registaram acréscimos em relação ao trimestre homólogo anterior (2013). A descida do tráfego no troço do IC1 poderá eventualmente relacionar-se com o aumento do tráfego no troço (paralelo) da A2.

4 - Transporte coletivo rodoviário:

No 4º trimestre de 2014, foram transportados 1.201.593 passageiros nas ligações urbanas regionais, mais 1,8% do que no trimestre homólogo anterior (2013). As ligações interurbanas (regionais) transportaram um total de 1.481.795 passageiros, menos 3,6% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

As ligações inter-regionais asseguraram o transporte de 154.677 passageiros, mais 2,8% relativamente ao trimestre homólogo anterior (2013); enquanto as ligações internacionais (carreira Lagos – Sevilha) transportaram um total de 5.165 passageiros, mais 4,9% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

Como principal destaque neste modo de transporte há essencialmente a destacar: a) o valor positivo para a variação trimestral homóloga nas carreiras urbanas (o segundo trimestre consecutivo em que tal sucede após 10 trimestres de variações negativas); b) o valor positivo para a variação trimestral homóloga nas carreiras inter-regionais (o terceiro trimestre consecutivo); c) e, pela negativa, o terceiro trimestre consecutivo de variações negativas no movimento de passageiros nas ligações interurbanas.

5 - Transporte Aéreo:

Face à decisão da ANA – Aeroportos de Portugal, SA, em suspender a autorização para a disponibilização da informação relativa aos indicadores “número de voos”, “passageiros transportados” e “passageiros transportados de/para aeroportos nacionais”, não é possível, de momento, dar continuidade ao acompanhamento das dinâmicas do transporte aéreo.

Consulte o Boletim 

Última modificação: 
Quinta, 16 Julho 2015