Notícias

Volta de apoio ao emprego passa por Vila Real de Santo António

O Europe Direct do Algarve, a delegação regional do Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP), a rede EURES e o centro EURES transfronteiriço Andaluzia – Algarve realizam mais um evento inserido na 6.ª Edição da Volta a Portugal de Apoio ao Emprego (VAE), na #EUvetskillsweek e na Semana Europeia do Empregador, conforme programa anexo.

Em março último realizou-se uma primeira sessão, em colaboração com a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), em Albufeira, dedicada aos empresários da região onde o Centro de Informação Europe Direct Algarve, hospedado na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), divulgou também o programa EYE – Erasmus para os Jovens Empreendedores. Nesta sessão O CRIA e ANJE são também oradores e o foco será colocado no empreendedorismo e na necessidade de empreendedores na Europa.

Segundo um relatório europeu, “a taxa de emprego na UE da faixa etária 20-64 anos registou uma subida constante ao longo dos últimos três anos, situando-se nos 72,3% no terceiro trimestre de 2017, a taxa mais elevada de sempre”, sendo que o desemprego no Algarve cifrava-se em 5% no 3.º trimestre de 2018, 1,7% abaixo da média nacional e três décimas abaixo do trimestre homólogo de 2017.

Não obstante estes números, persistem acentuadas disparidades entre os Estados-Membros. As taxas de emprego nacionais variaram entre os 58% na Grécia e os 82% na Suécia. O relatório revela também que o desemprego na UE está progressivamente a aproximar-se dos níveis anteriores à crise. O desemprego diminuiu cerca de 8,6 milhões desde o seu pico registado em abril de 2013, ficando abaixo dos 18 milhões em dezembro de 2017 e atingindo, assim, o seu nível mais baixo desde novembro de 2008.

Por outro lado em 17 de novembro de 2017, o Parlamento Europeu, o Conselho e a Comissão proclamaram o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, que estabelece 20 princípios e direitos fundamentais para apoiar a equidade e o bom funcionamento dos mercados de trabalho e dos sistemas de proteção social. A Comissão está já a tomar medidas para traduzir o pilar em ações concretas, de que são exemplo a iniciativa em matéria de equilíbrio entre vida profissional e vida privada, a proposta de diretiva sobre condições de trabalho transparentes e previsíveis na União Europeia ou o próximo pacote de equidade social.

Desde 2013 que a Representação da Comissão Europeia em Portugal, através da rede de Centros de Informação Europe Direct, e em parceria com o Instituto do Emprego e Formação Profissional, promove a Volta do Apoio ao Emprego em Portugal. O objetivo da Volta de Apoio ao Emprego é promover a correspondência entre aqueles que procuram empregos e os empregos disponíveis no nível da UE. São apresentadas soluções para melhoria da empregabilidade, através de formação profissional, estágios ou experiência internacional de voluntariado, sugestões para aumentar a probabilidade de sucesso de uma candidatura e formas de aceder a quase 1,5 milhões de vagas de emprego disponíveis a nível europeu.