Notícias

PROAlgarve "mexe" com Algarve Interior

O Programa Estratégico para as Áreas e Baixa Densidade foi criado com o intuito de contribuir para uma melhoria da qualidade de vida das populações, preservando os seus valores e reabilitando actividades produtivas tradicionais. Um contributo para o desenvolvimento sustentado das zonas mais desfavorecidas, minimizando as diferenças sentidas entre o litoral e o interior do Algarve.

O último balanço dos níveis de execução deste programa revelou um forte dinamismo, sinal de que algo está a mudar nas chamadas Áreas de Baixa Densidade. Com efeito, no âmbito do Eixo 1 do PROAlgarve – Acção Integrada de Revitalização de Áreas de Baixa Densidade (Algarve Interior), registaram-se desde o início do ano, vinte e três aprovações em Unidade de Gestão com um montante global de 5,5 milhões de euros e uma comparticipação comunitária de 3,9 milhões de euros. O forte dinamismo desta Medida permitiu atingir uma taxa de aprovação de 78%. A totalidade da despesa pública contabilizada no Eixo 2 até 20 de Junho atingiu o montante de 18,3 milhões de euros com uma comparticipação comunitária de 12,6 milhões de euros. Em apreciação encontram-se neste momento projectos num montante superior a 10 milhões de euros o que poderá permitir atingir a meta de programação de 90% estabelecida para 2006.

Destaques para projectos como: a Via Algarviana, arranjos em espaços públicos no Bio-Parque de Monchique, a renovação urbana de Marmelete, a intervenção no Largo da Igreja Matriz de Querença, o restauro da Igreja de Cachopo, o Mercado da Venda Nova em Vila Nova de Cacela, a requalificação de Largos em Estói, o melhoramento do Polidesportivo da Carrapateira e o Centro de Artes e Ofícios de São Brás de Alportel, foram recentemente aprovados.